No início da Criação, Deus confiou ao homem o serviço de cultivar e guardar o Jardim (Gn 2.15).

Na Aliança de Deus com Israel, povo foi instado a temer ao Senhor, a andar em seus caminhos, a amá-lo e servi-lo de todo o coração e de toda a alma (Dt 10.12).

O salmista conclama todos ao serviço, dizendo: “Servi ao Senhor com alegria” (Sl 100.2).

Jesus ensinou os discípulos sobre o valor do serviço: “Então, Jesus, chamando-os, disse: Sabeis que os governadores dos povos os dominam e que os maiorais exercem autoridade sobre eles. Não é assim entre vós; pelo contrário, quem quiser tornar-se grande entre vós, será esse o que vos sirva; e quem quiser ser o primeiro entre vós será vosso servo; tal como o Filho do Homem, que não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos” (Mt 20.25 a 28)

A Bíblia ensina claramente que o cristão autêntico é aquele que serve. O serviço cristão é uma expressão espontânea, motivada pelo amor e confirmada pelo compromisso.

Atualmente há uma tendência, por parte de muitas pessoas, a buscar a Deus e a igreja apenas para se obter bênçãos e ter os seus desejos satisfeitos. É bom ressaltar que a igreja é uma oficina de trabalho, e não uma espécie de “spa espiritual”. Nela, temos a oportunidade de nos doarmos, servindo a Deus e aos homens.

O serviço cristão deve ser uma expressão de amor e compromisso. Jesus é o maior e mais perfeito exemplo do que significa servir. Ele mesmo disse: “Pois o próprio Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos” (Mc 10.45). Portanto, o exemplo de Jesus deve nos inspirar a viver para servir.

O serviço é uma experiência necessária à dinâmica da igreja. Para habilitar a igreja a servir, o Senhor concede aos crentes os dons espirituais. É necessário, portanto, que todos exerçam o seu dom, servindo conforme a capacidade recebida do Senhor.

Através do serviço cristão, os tristes são consolados, os famintos são saciados, os doentes são assistidos, o evangelho é anunciado e a igreja é edificada. Por meio do serviço cristão, o reino de Deus vai se estabelecendo em todo lugar.

Os cristãos macedônios demonstraram grande interesse e alegria em servir à causa cristã, socorrendo os pobres de Jerusalém: “Também, irmãos, vos fazemos conhecer a graça de Deus concedida às igrejas da Macedônia; porque, no meio de muita prova de tribulação, manifestaram abundância de alegria, e a profunda pobreza deles superabundou em grande riqueza da sua generosidade. Porque eles, testemunho eu, na medida de suas posses e mesmo acima delas, se mostraram voluntários, pedindo-nos, com muitos rogos, a graça de participarem da assistência aos santos” (II Co 8.1-4).

Quando os crentes se dispõem a servir o reino de Deus com amor e compromisso, as necessidades são atendidas, a obra de Deus prospera e se fortalece e todos são abençoados. Sendo assim, cada um é chamado a servir a Deus conforme o dom que recebeu, fazendo de todo o coração, com alegria e responsabilidade.

Pr. Eneziel P. Andrade
eneziel@hotmail.com

Share →

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.