Neste mês de outubro – dia 31 – comemora-se o aniversário da Reforma Protestante.

A Reforma Protestante foi um movimento religioso em prol de um cristianismo autêntico, que propunha o retorno aos princípios fundamentais do evangelho de Cristo. No entender dos reformadores, a Igreja encontrava-se degenerada por ter-se afastado desses princípios.

Os principais postulados do movimento reformador foram: a supremacia da Escritura (Sola Scriptura), a salvação pela graça (Sola Gratia), a fé como meio para se obter a justificação (Sola Fide), Cristo como único Mediador entre Deus e os homens (Solus Christus) e a glória devida somente a Deus (Soli Deo Gloria).

Segundo Felip Schaff, “a Reforma do século XVI é, depois do advento do Cristianismo, o maior evento da História. Ela assinala o encerramento da Idade Média e o início dos tempos modernos. Partindo da religião, ela deu direta ou indiretamente, um poderoso impulso a todo movimento progressivo e tornou o Protestantismo a força propulsora da moderna civilização” (História da Igreja Cristã).

Embora tenha eclodido em 1517, tendo em Martinho Lutero a figura proeminente, na verdade, a Reforma já vinha sendo preparada muitos anos antes, através da influência de homens que denunciavam os abusos e clamavam por mudanças na Igreja.

Conhecer a história da Igreja, e em especial o movimento reformista, é imperativo. O que se pode ver nesse importante movimento é que, em meio aos desdobramentos históricos, Deus é quem conduz a Igreja, e não os homens. O próprio Senhor Jesus Cristo declarou: “Edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela” (Mt 16.18).

Louvado seja Deus pelos 503 anos da Reforma Protestante!

Rev. Eneziel Peixoto de Andrade
eneziel@hotmail.com

Share →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *