O estilo de vida da família cristã perante a sociedade deve ser uma expressão de sua espiritualidade e da fé que professa. Pouco adianta a família ser zelosa na vida devocional doméstica, ser atuante na Igreja, se não consegue se relacionar bem com os vizinhos; se não cumpre seus deveres na sociedade; se deixa a desejar quanto ao testemunho.

A Palavra de Deus exorta as famílias cristãs quanto à necessidade de um exemplar procedimento entre não cristãos: “Amados, exorto-vos, como peregrinos e forasteiros que sois, a vos absterdes das paixões carnais, que fazem guerra contra a alma, mantendo exemplar o vosso procedimento no meio dos gentios, para que, naquilo que falam contra vós outros como de malfeitores, observando-vos em vossas boas obras, glorifiquem a Deus no dia da visitação. Sujeitai-vos a toda instituição humana por causa do Senhor, quer seja ao rei, como soberano, quer às autoridades, como enviadas por ele, tanto para castigo dos malfeitores como para louvor dos que praticam o bem. Porque assim é a vontade de Deus, que, pela prática do bem, façais emudecer a ignorância dos insensatos; como livres que sois, não usando, todavia, a liberdade por pretexto da malícia, mas vivendo como servos de Deus. Tratai todos com honra, amai os irmãos, temei a Deus, honrai o rei.” (I Pe 2.11-17).

Quando é autêntica, a espiritualidade da família cristã se manifesta nos relacionamentos com a sociedade em que vive. A família que busca verdadeiramente honrar a Deus e ser testemunha de Cristo será exemplo e bênção na sociedade. Sendo assim, deve haver da parte de cada membro da família a preocupação em cultivar a santidade em sua maneira de viver. Todos os membros da família devem se conscientizar da importância e necessidade de se desenvolver uma espiritualidade familiar saudável, benfazeja ao próximo e agradável a Deus.

A família cristã deve revelar zelo nos relacionamentos familiares: tanto entre marido e mulher, quanto entre pais e filhos; deve revelar zelo no relacionamento com a Igreja; deve revelar zelo no relaciona-mento com a sociedade. É necessário que os relacionamentos da família cristã sejam mais e mais revitalizados. Agindo dessa forma, nossas famílias serão mais felizes, outras famílias serão abençoadas, a sociedade irá melhorar e Deus será glorificado.

Rev. Eneziel Peixoto Andrade

Share →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *